Transições metropolitanas

 
 

Avis des lecteurs  

 

Présentation

O desafio deste livro define-se não apenas nos seus objetivos mas no perfil interdisciplinar de sua equipe. Geógrafos, historiadores, sociólogos, arquitetos e urbanistas propõem, a partir de seus campos de conhecimento específicos, estabelecer um encontro intelectual de forma a enfrentar a complexidade dos processos de metropolizacão no Brasil, tomando como cidades de estudo Rio de Janeiro e São Paulo. As análises incidiram sobre centralidades emergentes nessas cidades permitindo, simultânea e articuladamente, refletir sobre a reconfiguração das relações sociais e a produção de categorias sociais com a emergência de modelos urbanísticos e formas de controle social espacializadas.  

Articula os diversos textos a compreensão que a metrópole no Brasil surgia, ainda na primeira metade do século XX, de uma alteração de escalas na produção da cidade que resultaram, dentre outras questões, em uma espacialidade com novas centralidades, para além do chamado centro histórico. Também compreende-se que estas novas dinâmicas recriavam cidades desiguais, com usos diferenciados estabelecidos a partir de grupos sociais e étnicos. O livro mostra como durante meados do século XX, o espaço urbano das metrópoles se desenhava e se impunha como matriz de organização da sociedade brasileira.

Supports disponibles

  • Livre papier

    format 160 x 220, 316 pages, Noir & blancEn stock
  • eBook [PDF]

    Pdf PDF (Transições metropolitanas), 317 pages
    A télécharger après achat
  • Caractéristiques

Référencer ce produit sur votre site

→ Copier en mémoire :